Quando a troca de vela de ignição é realmente necessária? Essa peça é a responsável por criar faísca dentro da câmara de combustão e, assim, explodir o combustível. Talvez você já saiba que a vela de ignição trabalha em condições extremas e que, por isso, é preciso ficar atento ao cabo de vela ruim, pois ele aumenta o consumo de combustível.

Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre a vela de ignição. Quer conferir tudo com a gente? Então, siga com a leitura do artigo que a Moura preparou para você!

O que é vela de ignição?

Uma das peças fundamentais para o funcionamento do motor do automóvel é a vela de ignição. Seu funcionamento é simples, mas importante: ela fornece a centelha, que também é chamada de faísca elétrica, responsável por dar a partida nos motores de combustão.

Dessa forma, muitos dos principais problemas de ignição estão relacionados à vela. A vela de ignição precisa estar sempre em ordem e em condições apropriadas para o uso, já que o desempenho do automóvel depende disso.

Quais são os tipos de velas de ignição?

Atualmente existe uma diversidade de modelos, sendo complicado citar cada um dos tipos existentes. Os fabricantes produzem produtos diferentes, atribuindo nomes mais populares às peças. No entanto, podemos citar as duas principais configurações: a vela de ignição convencional e a vela resistiva.

  • Vela de ignição convencional: Utilizada por motores com carburador;
  • Vela resistiva: Velas para automóveis com injeção eletrônica.

Entre as velas especiais também tem a chamada vela de competição que, como o próprio nome diz, é própria para motores de alta performance e que também precisam de uma bateria especial, como a Moura AGM.

Cabo de vela ruim aumenta o consumo?

A resposta para essa pergunta é sim! O mau funcionamento e o desgaste da peça provocam uma erosão no eletrodo central, aumentando a tensão na bobina. Com isso, você não tem faíscas suficientes para que o carro suba ladeiras íngremes, por exemplo. 

Outro sintoma provocado pelo cabo de vela ruim são os solavancos no automóvel: se ao dirigir na estrada, você pisar no acelerador para fazer uma ultrapassagem e perceber um solavanco, é sinal de que o cabo de vela de ignição está ruim. Pode ser desgaste excessivo das próprias velas ou então corrosão dos eletrodos.

Cabos de vela: quando substituir?

Para saber quando a troca de velas deve ser feita, preste atenção no comportamento do veículo. A seguir, confira alguns dos indícios de que há algum problema nas velas:

Perda da potência do automóvel

Se você pisa no acelerador e percebe que o carro perdeu a potência é sinal de que o problema deve estar na vela de ignição. Pare na oficina mecânica mais próxima e peça ajuda especializada.

Queda de rendimento do motor

Sabe aquela sensação de que você não consegue aproveitar todo o rendimento que o motor proporciona? É como se um motor 2.0 funcionasse como um 1.6, ou pior, como um 1.0. Isso pode ser sinal de que a vela de ignição está com problemas e o melhor que você tem a fazer é trocá-la.

Altos níveis de poluentes

Os automóveis que emitem mais gases podem ter problemas com as velas de ignição mais facilmente. Por isso, faça a manutenção preventiva e, se for preciso, não exite em trocar a peça!

carro na estrada no fim da tarde.

Como muitas outros componentes do veículo, a vela de ignição requer cuidado e atenção com seu estado de conservação.

Cabo de vela com defeito? 

Veja os sintomas:

Desgaste das velas de ignição

Com o desgaste das velas de ignição, você terá problemas para subir as ladeiras.

Corrosão dos eletrodos

O combustível de má qualidade pode acumular resíduos e corroer os eletrodos.

Problemas nos eletrodos central e lateral

A temperatura elevada na câmara pode acabar fundindo os eletrodos central e lateral, o que não será bom para seu carro.

O que fazer quando tiver problemas com a vela de ignição?

Procure assistência em uma mecânica especializada, com a ajuda de um profissional, você terá o diagnóstico correto para o seu problema e a garantia de que o serviço será realizado de forma eficiente e segura.

Como você pode ver, a troca de vela de ignição é necessária sempre que você observar os problemas que descrevemos neste artigo. Portanto, fique atento aos sintomas e veja também se o carro está com as velas superaquecidas, mal instaladas ou mal apertadas.

Além disso, fique atento se você não está com problemas na bateria do seu carro, já que esse é um componente essencial para o funcionamento de toda a parte elétrica dos automóveis.

Caso precise, procure escolher uma peça nova e com a qualidade necessária para que não aconteçam problemas que podem te pegar desprevenido. Agende a entrega e instalação da sua bateria nova sem pagar nada por isso:

botão CTA que leva até o mourafacil.com

E, se você gostou do conteúdo, continue acompanhando o blog da Moura e receba outras dicas úteis.