Uma dúvida muito comum entre os motoristas é a respeito do tipo de combustível utilizado no automóvel. Se você já se deslocou até um posto para abastecer seu veículo, provavelmente ouviu de um frentista se gostaria de encher o tanque com gasolina aditivada ou comum. 

Embora ambos os tipos de gasolina sejam oferecidos, há diferenças entre eles. Por isso, é importante saber quais resultados cada um oferece para cada veículo e para cada tipo de situação.

Abastecer o carro sem ter conhecimento prévio do tipo de combustível recomendado para o mesmo, pode oferecer diversos riscos. Então, pensando em auxiliar os motoristas com dúvidas nesse sentido, preparamos o conteúdo a seguir.

Continue lendo para entender as distinções entre gasolina aditivada e comum, as vantagens e desvantagens de cada uma, bem como os seus rendimentos. 

Qual a diferença entre gasolina comum e aditivada?

A diferença entre gasolina comum e aditivada consiste, basicamente, na adição de aditivos que uma possui e a outra não. Diferente do que muita gente imagina, ambas têm a mesma taxa de octanagem que, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) devem ter octanagem mínima de 87.

É importante explicar que a octanagem é o índice de resistência à detonação do combustível. Ou seja, quanto maior for a taxa de octanagem, maior será sua resistência e, assim, melhor o desempenho do automóvel.

Os dois tipos de gasolina apresentam mais de 50 elementos na sua composição total, mas enquanto a comum não conta com nenhum tipo de aditivo, a aditivada tem um pacote em sua fórmula, que contém dispersantes químicos como o detergente, que limpa os resíduos gerados pelo combustível na parte interna do motor do veículo. 

Dessa forma, a gasolina aditivada é benéfica para manter a limpeza de todo o sistema de alimentação do combustível do automóvel.

bomba de gasolina

Agora que você já entendeu a diferença entre a gasolina comum e a aditivada, qual é a melhor para o seu veículo?

Qual é a melhor: gasolina comum ou aditivada?

Antes de apontar qual tipo de gasolina é melhor, é preciso saber a potência do motor do seu veículo, afinal, para além da gasolina comum e aditivada, existe a gasolina premium, que possui maior octanagem e é indicada para automóveis com motores mais potentes, como aqueles importados e esportivos. 

Para checar qual a potência do motor do seu veículo, basta verificar as informações contidas no manual do fabricante. Além disso, é válido destacar que, embora a gasolina aditivada dificulte a acumulação de resíduos que interferem negativamente na performance do motor, a mesma não aumenta a potência do veículo.

Então, ao melhorar o desempenho e o rendimento do automóvel, evitando problemas a médio e longo prazo, a gasolina aditivada pode ser uma excelente alternativa. No entanto, é preciso considerar caso a caso antes de apontá-la como a melhor opção.

De acordo com a ANP, nos maiores centros, onde há mais trânsito e tráfego lento de veículos, indica-se mais a gasolina com a presença de aditivos. Já no caso de deslocamento em estradas, como em viagens, recomenda-se o abastecimento com gasolina comum, afinal, nas rodovias os veículos andam em uma velocidade maior. 

Portanto, é preciso analisar cada situação individualmente. Mas, no geral, a gasolina aditivada vem se sobressaindo. É importante ressaltar, ainda, que a mudança da comum para a aditivada deve ocorrer aos poucos, de forma gradual, para o veículo se acostumar e não sofrer nenhum dano.

Close nas mãos do frentista enquanto abastece um carro

Além dos benefícios que a gasolina aditivada oferece, será que ela é um bom negócio para o seu bolso?

É verdade que a gasolina aditivada rende mais que a comum?

Quando falamos de rendimento, afinal, qual é melhor: gasolina aditivada ou comum? Embora essa seja uma dúvida legítima entre os consumidores de combustíveis, não é correto afirmar que a gasolina aditivada rende mais do que a comum. 

A gasolina com aditivos garante a mesma independência ao motor que a comum, a distinção entre elas se dá apenas na limpeza do sistema de alimentação do combustível. Enquanto a aditivada mantém limpas todas as partes do motor que têm contato com o combustível, a gasolina comum não atua nesse processo de limpeza.

É bom abastecer com gasolina aditivada?

Muitas pessoas acreditam que não é bom abastecer o veículo com gasolina aditivada, mas isso não passa de um mito. A gasolina com aditivos não prejudica o desempenho do motor do automóvel, pelo contrário, evita que o mesmo perca performance, melhorando o rendimento e evitando problemas a médio e longo prazo.

No entanto, a única contraindicação para seu uso se dá quando o veículo está acostumado a utilizar sempre a gasolina comum. Nesses casos, a alteração do tipo de combustível não deve ocorrer de forma brusca, a recomendação é para que a mudança seja gradual.

Afinal, ao mudar de gasolina aditivada para a comum de uma hora para outra, pode ser que ocorra uma limpeza excessiva, retirando partículas relevantes para o funcionamento ideal do sistema de alimentação do combustível.

Portanto, se você optar por fazer essa alteração, a indicação é para que, durante as primeiras semanas, o abastecimento seja feito com uma mistura da gasolina comum e aditivada. Passado esse período, é possível abastecer apenas com a aditivada.

E para cuidar ainda mais do seu carro, compre sempre baterias automotivas da Moura. No site mourafacil.com você pode adquirir as melhores baterias do mercado! 

E o motor à diesel? Quer saber como funciona? Clique aqui!