Uma noite para celebrar aqueles que vestem a camisa e fazem parte da história do Grupo Moura. Pessoas que escolheram a organização para trilhar suas jornadas profissionais e com isso foram diretamente responsáveis por transformar a Moura na maior fabricante de baterias da América do Sul, líder de vendas e referência em Sustentabilidade.

No total, foram homenageados 254 colaboradores: 88 por terem completado cinco anos de organização; 65 por 10 anos; 40 agraciados por 15 anos de dedicação; 24 profissionais que completaram 20 anos; 30 pessoas com 25 anos de casa; 06 que estão há três décadas no Grupo Moura; e um moureano com 35 anos de empresa.

A Homenagem por Tempo de Moura é um momento especial, realizada em Belo Jardim (PE), concretiza a importância do fortalecimento de vínculos, pilar fundamental de nossa cultura organizacional. Integra todo o grande time de profissionais Moura ao reunir, anualmente, 800 pessoas para comemorarem juntas a dedicação, o compromisso e a entrega dos colaboradores agraciados.

“Lembro que quando entrei na Moura em 1984, havíamos batido o recorde de produção de 50 mil baterias por mês. Hoje, atingimos essa marca em apenas dois dias, entregando para o mercado uma bateria de qualidade de classe mundial. É emocionante ser homenageado pela empresa que eu abracei há 35 anos e consegui me desenvolver e realizar muitas coisas durante esse tempo, principalmente, ter formado uma família”, celebrou José Mário Barboza de Souza, que hoje atua na Controladoria da Baterias Moura.

“Não é à toa que as pessoas de fora ficam encantadas com a Moura, porque percebem como aqui as pessoas se respeitam e se apoiam. Construímos vínculos familiares aqui na Moura. Compartilhamos não apenas trabalho, mas nossas vidas. Sou muito feliz por ter tido a oportunidade de dar minha contribuição aos colaboradores que estão ao meu lado, aos nossos clientes e, por que não, para minha cidade, que é Belo Jardim”, reforçou Édson Cordeiro, mecânico de Manutenção da Unidade 01, fábrica da Baterias Moura.

Acreditamos nas nossas pessoas. Essa é a energia que move o desenvolvimento da Moura por mais de seis décadas.