Assim como outros mecanismos do veículo, o freio do carro pode vir a apresentar falhas. No entanto, é imprescindível que o motorista realize a manutenção preventiva periódica do automóvel para garantir que o sistema de frenagem funcione perfeitamente. Afinal, ninguém quer descer uma ladeira sem freio, não é mesmo?

Na maioria das vezes, o carro dá muitos sinais de que o freio não está funcionando perfeitamente, e as causas podem variar muito. Certas vezes o problema está em algum componente, no mecanismo do conjunto ou até mesmo no fluido do sistema. 

Pensando em te ajudar a identificar os problemas mais comuns no freio do carro e seus sintomas, bem como solucioná-los, preparamos o conteúdo a seguir. Continue a leitura para ficar por dentro de tudo!

Problemas mais comuns no freio do carro

Embora cada caso seja um caso, existem alguns problemas no freio do carro muito comuns, para os quais vale a pena se atentar. Confira na lista a seguir as principais falhas que preocupam os motoristas quando o assunto é sistema de frenagem:

1. Problema no servo-freio

Geralmente, quando o motorista pisa no pedal de freio e ele está duro, com dificuldades para ser acionado, o problema é no servo-freio, também chamado de hidrovácuo. Isso faz com que seja necessária uma força maior para que o sistema de frenagem funcione, o que pode levar a acidentes, principalmente quando a situação demanda uma rápida resposta dos freios. 

2. Falhas no cilindro mestre

Indo na contramão da situação de cima, quando o sistema de frenagem está com falhas no cilindro mestre — um dos componentes mais importantes desse sistema —, embora o motorista consiga acionar facilmente o pedal do freio até o fim, o mesmo não responde da maneira correta. Isso ocorre muito por conta do superaquecimento dos freios.

3. Falta de fluido do freio

O freio do carro possui um fluido que é uma espécie de um óleo lubrificante, responsável por transmitir a pressão do pé para as rodas do carro, fazendo o veículo frear. No entanto, quando esse fluido está gasto ou com um nível abaixo do indicado, o sistema de frenagem fica comprometido. No geral, isso pode ocorrer por falta de manutenção preventiva ou por algum vazamento que faz com que falte o líquido constantemente.

4. Desgaste nas pastilhas de freio 

Componentes primordiais para o correto funcionamento do veículo, as pastilhas de freio precisam ser trocadas periodicamente. Quando isso não ocorre e as peças atingem uma espessura mínima de 3 milímetros, ocorre o desgaste das mesmas, o que prejudica o sistema de frenagem do automóvel. 

Como saber quando o freio do carro não está bom?

Visto de cima e lateral dos pedais do acelerador, embreagem e freio do carro.

Problemas no freio do carro podem causar acidentes graves. Não negligencie os sintomas de mal funcionamento do freio e providencie o reparo.

 

A seguir, confira quais são os principais sintomas de que o freio do carro não está bom:

1. Pedal muito duro ou muito suave

Quando o pedal do freio está muito duro, pode ser que haja falhas no disco ou no fluido do freio. Já quando o pedal do freio está suave demais, indo até o assoalho quando acionado, a falha pode estar nas pastilhas do freio ou no cilindro mestre.

2. Trepidação no pedal

Sentir uma trepidação no pedal ao frear é um sintoma muito comum de que o sistema de frenagem do seu veículo está apresentando falhas. Essa situação só é normal se o carro possuir freios ABS e a freada for muito brusca. Quando o veículo apresenta essa trepidação em outros momentos, as falhas podem estar nos rolamentos, na suspensão ou no próprio sistema de frenagem (discos, tambores, cubos de roda, etc). É bom fazer uma visita ao mecânico.

4. Barulhos durante a frenagem

Ruídos ao frear podem acontecer por diversos motivos, como pastilhas recém-trocadas e acúmulo de sujeira devido à chuva. No entanto, quando esses barulhos são agudos e constantes, é sinal de que há algum problema de fato no sistema de frenagem e, portanto, está na hora de procurar uma oficina.

5. Luz acesa no painel

O motorista deve se atentar sempre para qualquer luz acesa no painel do veículo. No caso de a luz permanecer ligada, é hora de procurar uma oficina para que o problema seja identificado e corrigido.

Como fazer a manutenção do freio do carro

Acima, listamos os principais problemas e sintomas que podem aparecer no freio do carro. Portanto, a manutenção preventiva desse sistema vai ao encontro de alguns cuidados simples e da reparação ou troca de alguns componentes já citados. 

Por isso, no caso de sentir os pedais mais duros ou com dificuldade de frenagem mesmo quando estão sendo acionados facilmente, não deixe de procurar uma oficina mecânica de sua confiança. 

Além disso, estar atento para o nível do fluido do freio, ao estado de conservação das pastilhas de freio, à trepidação e outros sintomas é fundamental para evitar surpresas desagradáveis.

Melhor do que esperar algum componente falhar é levar periodicamente o carro a uma oficina mecânica para que seja feita uma revisão veicular, garantindo, assim, segurança e uma melhor autonomia do automóvel.

Gostou do conteúdo acima? Para mais informações a respeito do universo automotivo, acesse nosso blog e, se precisar trocar de bateria, já sabe, né? Acesse o nosso site e conte com os melhores produtos do mercado!