Quando há um movimento fora do comum no veículo, é natural que muitos motoristas acreditem se tratar de algo no sistema de suspensão. Mas, o que muitos não sabem, é que o barulho pode estar relacionado ao desgaste do coxim do motor.

Não que o coxim seja uma peça desconhecida da maioria dos condutores, porém, ele é muito mais associado ao amortecedor.

Em relação ao motor, ele cumpre um papel essencial, evitando que o “coração” do veículo fique se chocando com a carroceria ou com outras peças durante a movimentação. Ou seja, é uma peça fundamental para a conservação do seu carro.

Mas você sabe como identificar o coxim do motor quebrado ou como evitar o desgaste rápido dessa peça? Continue lendo esse post e confira o nosso manual completo sobre o coxim do motor.

O que é o coxim do motor?

Conhecido também como calço do motor, o coxim é o responsável por evitar maior vibração naquela região do seu carro. Em geral, a peça é feita de vinil, liga metálica ou de borracha.

Nos carros populares são utilizados três coxins. Já nos veículos importados, no intuito de praticamente zerar a vibração do motor, são implementadas até cinco peças. E, como dito, o coxim é encontrado em outros lugares além do motor, tais como:

  • Escapamento;
  • Suspensão;
  • Câmbio.

Independentemente do local, o objetivo é sempre o mesmo: evitar as vibrações excessivas do chassi do carro. Na prática, sem o coxim do motor, bem como nos outros sistemas, seria impossível dirigir um carro normalmente.

Coxim do motor quebrado

Com a responsabilidade de segurar as vibrações do “coração” do carro, é normal que o coxim do motor sofra grande desgaste com o passar do tempo. Quanto maior o período de utilização da peça, maiores são as chances de você ter um coxim do motor quebrado.

A boa notícia é que, diferentemente de outras peças de um veículo, um coxim do motor quebrado é facilmente perceptível. O sintoma mais claro, logicamente, é a vibração fora do comum no motor, mesmo quando o veículo estiver parado e ligado. Porém, há outros fatores que você pode notar para identificar o mau funcionamento da peça:

  • Vibração exagerada da alavanca do câmbio em freadas e saídas;
  • Estrondos maiores no motor durante as arrancadas;
  • Defeito na junta homocinética na parte do câmbio;
  • Marcha “dura” durante os engates.

O que fazer quando o coxim do motor quebra?

Como dito, nenhum coxim do motor está livre dos desgastes do tempo ou de defeitos repentinos. Mas, agora que você já sabe quais são os sinais do mau funcionamento, fica mais fácil agir antes que a situação se agrave.

Ao se deparar com o coxim do motor quebrado, não tenha dúvidas, dirija-se ao seu mecânico. Você também tem a opção de parar o veículo e chamar um reboque para chegar até uma oficina mais próxima.

O fundamental é que não haja negligência para consertar o coxim do motor quebrado. Quanto mais o tempo passar, maiores serão os riscos para a carroceria, para o motor e, principalmente, para as suas finanças.

Práticas para prolongar vida útil do coxim do motor

Imagem de uma motorista dirigindo um veículo com bom funcionamento do coxim do motor

Seguir algumas boas práticas contribui para uma vida útil mais longa para o coxim do motor.

Embora o desgaste do coxim do motor seja algo natural, o tempo de vida útil da peça vai depender bastante dos seus hábitos diários. Se durante a condução do veículo você segue boas práticas, há grandes chances do seu coxim permanecer por mais tempo em alto rendimento.

Uma das principais dicas diz respeito à conservação da originalidade do veículo. Ou seja, é importante que você não faça alterações exageradas no seu carro, mantendo sempre o kit original.

Isso evitará que o coxim do motor fique sobrecarregado, tendo que corrigir instabilidades inerentes às modificações. Além disso, existem outros bons hábitos que podem ser praticados, tais como:

  • Evitar acelerações forçadas, principalmente em ladeiras, lombadas e outras inclinações;
  • Não forçar o carro em ruas esburacadas ou de difícil locomoção;
  • Evitar instalação de suspensões baixas, como as esportivas.

Quando trocar o seu coxim do motor

Como você já sabe, a durabilidade do seu coxim do motor depende bastante de você. Mas, ao surgir rachaduras, ressecamentos e perda da capacidade de manter o motor sem grande trepidação, saiba que chegou o momento de trocar a peça.

Porém, mesmo sem esses sinais, o recomendado é que se faça a substituição do coxim do motor a cada três anos, pois dificilmente a peça apresentará um funcionamento regular após esse período. E antes de qualquer coisa, consulte o manual de seu veículo para checar as orientações do fabricante!

Essas foram as nossas dicas e informações sobre o coxim do motor. Independentemente do modelo ou ano do seu veículo, a melhor opção é sempre dirigir com cautela e respeito às leis de trânsito. Uma direção responsável ajuda e estender a vida útil das peças do seu veículo e ainda traz maior segurança para o seu dia a dia.

Além disso, você também pode contar com as baterias Moura para garantir um conjunto de peças de qualidade para seu veículo. Confira!

botão CTA que leva até o mourafacil.com