Considerada um dos componentes mais importantes do automóvel, a correia dentada ajuda no funcionamento do motor. Além disso, transmite energia para as rodas do carro. No entanto, você realmente conhece essa peça e sabe como ela funciona? 

Neste post, falaremos sobre isso. Você também irá aprender a identificar os possíveis sinais de que ela precisa ser substituída. E então, quer ficar por dentro de mais essa dica da Moura? Continue com a leitura do nosso post! 

O que é a correia dentada? 

A correia dentada é composta por pequenos dentes de borracha. Ela também é chamada de correia de distribuição e garante a abertura das válvulas, o sincronismo e o funcionamento dos pistões nos cilindros. Em outras palavras, ela protege a válvula dentro do cilindro. 

E essa função é importante, pois evita vários problemas com a segurança do automóvel e o funcionamento do motor.

Qual é a função do componente? 

A função da correia dentada é controlar os movimentos das válvulas e dos pistões. Ela ajuda as válvulas de escapamento e de transmissão a operarem com a devida eficiência. Assim, essa peça promove a movimentação do automóvel com mais segurança. 

Quais os principais problemas que podem ocorrer na peça?

Mecânico olhando o motor de Jeep

Existem alguns problemas que costumam acontecer na correia dentada, como por exemplo o entortamento das válvulas. 

Veja os principais problemas que acontecem na correia dentada: 

Entortamento das válvulas

Quando ocorre o entortamento das válvulas, o consumo de combustível aumenta, assim como baixa o nível de óleo. 

Furação na cabeça do pistão

O pistão mistura ar com combustível. Quando há problemas com o pistão, superaquece a cabeça da peça e ela pode perfurar. 

Danos ao motor do automóvel 

Outro problema causado pela correia dentada são os danos ao motor do automóvel. Por conta do mau funcionamento, as peças internas do motor se chocam de maneira descontrolada, o que inviabiliza o conserto. 

Quando trocar a correia dentada? 

Em primeiro lugar, observe se há perda de energia. Também é importante ficar atento a qualquer vibração anormal do motor ou um aumento de consumo de combustível. 

Outra dica é você ficar atento a correia dentada mais resistente. Nem sempre esse é um sinal de que essa correia é a melhor. Portanto, é sempre bom olhar o estado em que ela se encontra. 

Caso o desgaste seja sério, a correia corre o risco de arrebentar e o resultado será desastroso para o seu automóvel. Além disso, a correia arrebentada significa perigo para você e para os passageiros do automóvel. 

Entretanto, também é importante observar: 

Se há trancos ao mudar de marcha 

Isso tem a ver com a correia dentada. Ela ajuda com o movimento do motor do automóvel e trabalha o comando das válvulas, os eixos e as manivelas. Portanto, se você observar pancadas ou socos ao mudar de marcha, pode ser que a peça esteja com problemas. 

Além disso, o tranco danifica o automóvel porque afeta diretamente a correia dentada. Se a velocidade estiver alta, ocorrerá o esticamento da correia. Logo, acelere com delicadeza para que não ocorra problemas. 

Se há ruídos ao dirigir 

Sons estranhos também podem ser sinais de problemas na correia dentada. O som mais comum é de algo deslizando. Isso ocorre porque o componente está desajustado. No entanto, caso note algo neste sentido, leve o automóvel ao mecânico da sua confiança para que a peça seja trocada. 

Se o motor superaqueceu 

Apesar de não ser comum, a correia dentada pode estar ligada com o superaquecimento do motor do automóvel. Como ela movimenta o virabrequim, ela pode mexer com a bomba d ‘água até resfriar o sistema. 

Desta maneira, se a temperatura do carro aumentar, você deverá levá-lo à oficina. No local, o profissional poderá examinar a correia dentada, além de outras peças que têm relação direta com o aquecimento. 

O que fazer para prevenir problemas na correia dentada? 

Mecânico consertando a correia dentada

Levar o seu automóvel a uma oficina especializada e trocar a correia dentada preventivamente é o ideal para evitar problemas maiores.

Faça trocas preventivas. A vida média de uma correia dentada varia de marca para marca. No entanto, os próprios fabricantes colocam prazo de validade na peça, que deve ser substituída de acordo com as recomendações. Isso significa que podem levar anos para trocar o componente.

Entretanto, sempre é bom ficar de olho nos sinais do seu automóvel para ver se não é hora de trocar a correia dentada. No entanto, uma dica é certa, você pode trocar a peça a cada cem mil quilômetros ou a cada quatro anos de uso. Em carros usados, costuma-se trocar a correia dentada se ela estiver nova ou não.

Agora que você aprendeu o que é correia dentada, já sabe a hora certa de trocar a peça, não é mesmo? Fique atento aos sinais do seu automóvel e caso perceba algum problema, procure um mecânico de sua confiança.

Botão CTA

Quer ler outras dicas sobre mecânica automotiva? Acesse o nosso próximo post, veja qual é a função do filtro de combustível e saiba quando trocá-lo!