Ele não é mais uma novidade no mercado, mas é importante que você tenha conhecimento sobre esse serviço. Afinal, saber instalar o chip de potência pode aumentar a clientela em sua oficina mecânica. 

Entretanto, além de você ser qualificado para fazer a instalação desse item em qualquer automóvel, é necessário entender os pontos positivos e negativos do equipamento. Portanto, se você se interessou no assunto, continue com a leitura do nosso artigo!

O que é um chip de potência? 

O chip de potência é um dispositivo que faz o motor render mais e aumenta o torque. Assim, você modifica os parâmetros da injeção eletrônica e “tuna” o motor do automóvel do seu cliente. 

Qual é a função do chip?

Alterar o software dentro do módulo de injeção eletrônica do automóvel e oferecer mais alguns cavalos de potência ao carro, para que ele possa ter mais força nas subidas e nas arrancadas.

Como é feita a reprogramação da unidade de controle do motor? 

  1. Com o auxílio de cabos, acesse o módulo de injeção eletrônica. Dependendo do modelo do veículo, este módulo estará no cofre do motor. 
  1. Com a ajuda de um software, você fará a instalação do chip de potência. Em seguida, as alterações necessárias no motor do automóvel. 
  2. Depois que instalar o chip de potência, preste atenção aos freios, à aceleração e ao câmbio do automóvel.
  1. Altere todos os componentes do item “3”. Assim, você garantirá que o chip de potência funcione com perfeição e também dará mais segurança ao condutor do automóvel. Além de evitar danos ao veículo. 

Quais as vantagens do chip de potência?

Parte interna de carro de luxo

O chip de potência pode valer a pena em alguns casos específicos.

Além de ganhos significativos na potência, velocidade e torque, o automóvel do seu cliente terá outros benefícios, como:

Aumento de potência 

O automóvel conseguirá acessar as reservas de força que não tem acesso de fábrica. Assim, ele será um veículo mais rápido, mais forte e com excelente aceleração. No final, o seu cliente terá um motor turbo.

Força motriz 

Com o aumento do torque, o automóvel terá mais força motriz. É essa força que move o automóvel ajudando-o a subir ladeiras e arrancar sem precisar trocar as marchas. 

Com o chip de potência, é possível ter um veículo ainda mais “forte” e com alta velocidade por um maior período, sem que haja necessidade de usar a primeira e segunda marcha. 

Melhor dirigibilidade 

Fazendo a instalação de um chip de potência, o seu cliente terá um automóvel com a direção mais leve. Isso ocorre porque há mudanças em outros componentes do carro, como o câmbio e os freios.

Quais são as desvantagens do chip de potência?

Quando o chip de potência é instalado por uma pessoa que não entende do assunto,  o proprietário do automóvel poderá ter problemas, como:

Aumento do consumo do combustível 

É um fato que quanto maior a capacidade do motor, mais combustível será gasto pelo veículo. O aumento no consumo de combustível é algo esperado pelos motoristas. No entanto, você evitará se fizer todas as alterações necessárias em outros componentes do carro. 

Perda de estabilidade 

Como o chip de potência aumenta a velocidade e o torque de maneira excessiva, há uma perda de estabilidade. O automóvel também perde aderência dos pneus na pista, o que é ruim para o motorista que não tem muita experiência ao dirigir.  

Quais são os riscos da instalação desse chip? 

Vista lateral de carro esportivo acelerando em pista

Além dos benefícios que o chip de potência pode trazer ao carro, vale prestar atenção também aos riscos que essa instalação pode trazer.

A instalação do chip de potência pode trazer riscos para o automóvel se não for feita por um profissional capacitado. O primeiro deles é a perda da garantia, principalmente nos modelos mais novos. E como as concessionárias sabem que a programação do carro foi modificada? Simples, o histórico de mudanças fica registrado no veículo. 

Outro risco é que se o serviço para o chip de potência não for bem feito, o seu cliente terá que trocar todo o módulo de injeção eletrônica por causa do software que pode travar. Também há outra situação: nem todos os modelos de automóveis têm motor com a mesma potência.

Por isso, é preciso ter cuidado, pois se o veículo não receber uma programação mais potente, o câmbio poderá quebrar e o seu cliente ficará no prejuízo. 

Depois de tudo isso, você deve se perguntar se vale a pena oferecer o serviço de chip de potência para o seu cliente, não é mesmo? 

A chipagem só poderá ser indicada para um veículo de alta performance e preparado para as pistas. Se o cliente quiser apenas ter mais cavalos de potência para o dia a dia, o ideal é comprar um automóvel novo, com uma versão mais potente.

Botão CTA

Gostou do conteúdo? Continue com a gente aqui no blog e confira mais dicas como essa!