Um dos piores problemas que podem ocorrer com os automóveis é o superaquecimento do motor. Ele causa danos em peças importantes do veículo. Pode estragar o cabeçote, o pistão, os anéis de vedação do cilindro ou até mesmo exigir que você faça a retífica e, nos piores casos, a troca do motor. o que sairá muito caro para o seu bolso. Mas o que fazer quando você vê o motor esquentando rápido?

Para te ajudar a entender o assunto, a Moura preparou mais um episódio do programa Mecânica com M no nosso canal no YouTube. Neste post, também trouxemos outras informações importantes para você nunca mais ter problemas com o superaquecimento do motor. E aí, quer tirar todas as suas dúvidas com a gente? Então, assista o vídeo e acompanhe o artigo!

Por que ocorre o superaquecimento do motor?

A seguir, listamos algumas das principais causas deste conhecido problema:

Problemas na correia dentada ou ventoinha

Se há desgaste na correia, então você terá problemas com o motor esquentando rápido. No trânsito, a ventoinha é essencial para forçar a ventilação do ar no radiador e reduzir a temperatura da água que refrigera o motor e, se ela não funciona, irão surgir problemas com a temperatura do motor de seu veículo. 

Portanto, é importante olhar regularmente como anda o funcionamento da ventoinha em seu veículo.

Defeito na bomba d’água e válvula termostática

Se você não usa o aditivo recomendado pelo fabricante do veículo, você também poderá ter problemas com a bomba d’água e com a válvula termostática. O aditivo aumenta o ponto de ebulição da água, o que faz com que ela demore a ferver. Além de evitar o aparecimento de crostas que entopem o sistema de refrigeração do motor. O produto também interfere na corrosão do sistema, evitando a ferrugem que danifica a bomba d’água e a válvula termostática.

Vazamentos na mangueira e no radiador do automóvel

Observe sempre o estado da mangueira e do radiador do automóvel e utilize o aditivo para completar a água. Como o líquido é colorido, você conseguirá identificar onde está o vazamento e poderá resolver o problema.

Baixo nível de líquido refrigerante – “Água do Radiador”

A água do radiador, ou líquido refrigerante, tem como principal função impedir o superaquecimento do motor. O líquido de arrefecimento é uma solução química que utiliza etilenoglicol – um anticongelante automotivo e industrial.

Quando o nível desse fluido está baixo, além de superaquecimento ainda pode ocorrer corrosão no sistema.

Baixo nível de óleo no motor

O baixo nível de óleo também é outro motivo que pode causar o superaquecimento do motor. Além de funcionar como lubrificante, o óleo também esfria o motor do automóvel, pois evita que as partes móveis internas do motor não aqueça por atrito.  Dessa maneira, quanto menor o nível de óleo, maior a probabilidade de que você perceba o motor esquentando rápido.

Falha no sistema de ignição

Uma falha no sistema de ignição também pode ser uma das causas do superaquecimento do motor, já que esse problema pode atrasar o tempo de disparo da vela e superaquecer o motor por conta da má queima do combustível.

Por isso, veja se a sua bateria automotiva está carregada e evite os problemas elétricos.

Como evitar o superaquecimento?

imagem de um veículo que pode estar com superaquecimento do motor

É importante saber como lidar com o superaquecimento do motor.

Confira alguns dos principais cuidados que podem fazer a diferença para evitar esta dor de cabeça:

Faça a manutenção preventiva

A manutenção preventiva é importante para evitar a maioria dos problemas automotivos e deve ter atenção redobrada quando se trata de superaquecimento do motor, entre outros dos principais componentes da peça. 

Uma boa dica é verificar toda semana o nível da água do radiador. Assim, você evita que ela abaixe por causas naturais e pode investigar caso haja um vazamento. Lembre-se de apenas fazer essa verificação com o motor frio!

Você também deve observar os ruídos emitidos pelo carro e a temperatura, pois esses são fatores que, quando fogem da normalidade, indicam que é necessária uma investigação mais rigorosa realizada por um profissional de confiança.

Inspecione a bomba d’água

Caso haja a necessidade de troca da bomba d’água observe se há algum ruído fora do normal, neste caso haverá necessidade de reparos, mais provavelmente necessidade de trocá-la , você deve levar o carro até uma oficina especializada. Afinal, esse tipo de manutenção exige conhecimento técnico, além de capacidade de identificar a peça adequada ao modelo do automóvel.

Além da troca, é importante que o sistema todo passe por uma limpeza minuciosa.

Coloque a quantidade de aditivo recomendada

Obedeça o manual do proprietário do automóvel e coloque a quantidade de aditivo recomendada junto a água no radiador. No manual do seu automóvel, você também encontra o tipo de aditivo que deve ser utilizado. No entanto, saiba que existem aditivos concentrados e que precisam ser misturados com água na hora de abastecer o sistema.

Entretanto, não é qualquer água, você precisa utilizar a água recomendada pelo fabricante. Se colocar água da torneira, você irá acrescentar componentes minerais no sistema que poderão criar crostas e enferrujar os componentes do seu motor.

Superaquecimento do motor: como identificar?

imagem de um profissional verificando o superaquecimento do motor de um automóvel

Tome as precauções necessárias para afastar o superaquecimento do motor do seu automóvel.

Nunca coloque a mão no motor superaquecido, pois a temperatura é realmente elevada. Ao invés disso, observe o painel do carro: ele mostrará a temperatura correta. Caso o termômetro marque a faixa vermelha, pare o automóvel, deixe o motor esfriar e, em seguida, leve seu veículo a um especialista mais próximo, para então seguir sua viagem em segurança.

Em alguns carros apenas uma luz de emergência acenderá quando o motor estiver superaquecido. Neste caso, encoste o automóvel no estacionamento e aguarde até que o motor esfrie. Se houver fumaça, é mesmo um sinal de que ocorreu o superaquecimento do motor.

Neste caso, mantenha a calma e tenha paciência. Espere 40 minutos para abrir o capô e tente identificar o que pode ter causado o superaquecimento do motor. Além disso, também há outros sinais de que o carro está com o motor esquentando rápido:

Vapor no carro

Toda vez que você observar um vapor subindo no capô do carro, você deve parar o automóvel, pois este é um sinal preocupante. Às vezes pode ser algo simples e inofensivo, como o óleo derramado queimando sobre o motor – porém óleo não é para vazar e isto merece uma investigação. No entanto, o vapor também pode indicar um superaquecimento do motor . Em todo o caso, vale a pena levar o automóvel ao mecânico de sua confiança para verificar a situação.

Ar quente que sai do ar condicionado

Caso esteja saindo ar quente do ar condicionado, é possível que realizar a manutenção correta do líquido de arrefecimento ou trocá-lo seja o suficiente para resolver o problema.

No entanto, mesmo não sendo um indicativo de que o carro está superaquecendo no momento, é importante observar se isso se repete.

Motor esquentando rápido? Veja como evitar

um mecânico analisando o superaquecimento do motor em um fusca

O superaquecimento do motor pode acarretar em mais problemas se não for tratado corretamente, por isso, tenha bastante atenção.

Separamos duas boas práticas para você evitar este problema com seu veículo:

Não abra o radiador

É muito perigoso abrir o radiador do carro. Depois que o automóvel atinge a temperatura ideal de trabalho, você precisa lembrar que a água do radiador com ou sem aditivo, estará realmente muito quente. 

Além disso, tem a pressão do sistema do radiador. Se você abrir nessa hora, quando o carro ainda está quente, será como uma panela de pressão: a água vai espirrar muito quente causando ferimentos graves em você e em quem mais estiver ao seu lado.

Não jogue água por fora no motor

Nunca jogue água por fora na tentativa de baixar a temperatura e evitar o superaquecimento do motor. Se você joga água fria no motor enquanto ele estiver fervendo, você irá causar um choque térmico e trincar um bloco do motor. Além disso, você pode perder uma peça que será bem cara para repor, já pensou quanto prejuízo?

O que fazer depois que parar o carro e esfriar tudo?

Com a cabeça e motor frios, faça o seguinte:

Identifique o que aconteceu

Veja se o reservatório de água do radiador está vazio e no caso de uma emergência, complete com água limpa e vá até a oficina mais próxima para ter a assistência necessária. 

No entanto, é preciso continuar prestando atenção no painel do veículo para ver se o carro não voltará a superaquecer, se a temperatura elevar demais, pare e espere o automóvel esfriar. Faça isso até chegar a um mecânico.

Fique parado e espere por ajuda

Se você viu que a água do sistema inteiro acabou, se você abasteceu com água mas ela ainda vaza, pare o automóvel. Se você andar com o carro sem água, o dano poderá ser maior. Se for assim, o melhor que se tem a fazer é pedir a ajuda de um profissional.

Solicite o guincho

Em caso de viagem ou até mesmo em suas locomoções diárias, solicite o guincho se tiver um superaquecimento do motor. Nessa hora é melhor evitar outros tipos de danos, afinal, é melhor ficar alguns minutos sem o seu veículo do que perder definitivamente o motor, não é verdade?

Lembre-se que fazer o motor do automóvel é um gasto que poderá não caber em seu orçamento. 

O que a bateria automotiva tem a ver com o superaquecimento do motor?

imagem de um painel para mostrar as possíveis razões pelo superaquecimento do motor

Ter uma bateria de qualidade pode garantir que você identifique o superaquecimento do motor a tempo de evitar prejuízos maiores.

Se a sua bateria está descarregada, você terá problemas com o sistema elétrico e sensores como o de temperatura poderão não funcionar. Assim, você não terá a leitura correta no painel do seu automóvel e não saberá se ele está na temperatura ideal ou não.

Isso porque o sensor informa com precisão no painel do veículo, o valor exato da temperatura do motor, ferramenta que evita imprevistos e grandes prejuízos. Ele também informa sobre o fluído de arrefecimento para que tudo funcione de maneira adequada. 

Dessa maneira, o sensor de temperatura é muito mais que um medidor. Com ele, você evitará que o motor “bata”, ou seja, estrague por completo. Daí a importância de contar com uma boa bateria que garanta o funcionamento de todos os dispositivos eletrônicos, como o próprio painel do veículo.

Viu como é fácil identificar o superaquecimento do motor? Agora que você aprendeu um pouco sobre o assunto e entendeu como agir neste caso, poderá cuidar melhor do seu automóvel, certo? 

E para que você não tenha problemas com as informações sobre a temperatura do veículo, adquira uma bateria de qualidade, como as que você consegue adquirir pelo mourafacil.com, clicando no botão abaixo:

 

botão CTA que leva até o mourafacil.com

 

Gostou do nosso conteúdo? Acesse os episódios do programa Mecânica com M, no canal da Moura, e tenha outras dicas incríveis como esta!