Se você já teve um imprevisto onde a moto não liga nem no tranco, sabe como essa situação é irritante. Mas por que isso acontece? E, o mais importante, como resolver esse problema?

Esse problema pode ser causado por algum defeito no sistema de carburação ou mesmo no sistema elétrico. E neste artigo, vamos explicar o que fazer quando o problema surge!

Além disso, você poderá entender melhor quando é necessário realizar a manutenção preventiva de algum componente de sua moto, para evitar que isso aconteça novamente.

Confira o nosso post!

O que fazer quando a moto não liga nem no tranco?

Se a sua moto está com combustível e não há chances da bateria estar descarregada, verifique o funcionamento da bomba e do motor de partida. Se estiver tudo em ordem, pode ser sinal de que a carga da bateria não esteja chegando até a vela.

Neste caso, o problema muito provavelmente encontra-se na parte elétrica do seu veículo e será necessário alguns testes em componentes, feitos por um especialista em motocicletas.

 

Quais os primeiros procedimentos? 

Um especialista poderá realizar alguns testes simples para identificar onde está o problema quando a moto não liga nem no tranco. Com o veículo desligado, é possível retirar a vela de ignição do motor e encaixá-la no cachimbo e no cabo da bobina.

Em seguida, deve-se verificar a carcaça da vela para o aterramento. E por fim, dar a partida usando o botão de ignição ou o pedal e observar se há faísca na vela

Se houver faísca, é provável que o problema seja no carburador. Nesse caso, basta uma boa limpeza no componente e tudo voltará ao normal.

No entanto, caso não tenha centelha, é sinal que o problema está no sistema de ignição. Então, será necessária uma boa revisão em todo o sistema elétrico do automóvel.

 

Qual é a melhor marcha para dar tranco?

Quando a moto não liga nem no tranco, é necessário que o mecânico realize um passo a passo, testando se ela voltará a funcionar. Com a moto parada, ele irá engatar a segunda marcha. 

Depois de engatada, o mecânico deverá erguer o veículo e girar a roda traseira para aplicar uma força necessária e a moto andar.

Um detalhe importante é que, quanto maior a motocicleta, mais força o mecânico necessita de fazer para o veículo pegar no tranco. Além disso, com o motor ligado, o profissional deverá apertar o manete de embreagem e colocar a motocicleta em ponto morto.

Já com a moto em movimento, o mecânico irá engatar a marcha a partir da segunda e manter a embreagem acionada. Tente mover a moto, em uma descida ou empurrando por algum tempo.

Com a moto em movimento, o movimento deve ser o de soltar a embreagem suavemente e voltar a pressioná-la para, depois, colocar a moto em ponto morto novamente.

Muitas vezes, quando a moto não liga nem no tranco, usar uma ladeira ou pedir ajuda para que empurrem é um jeito de conduzir a motocicleta até um especialista de sua confiança.

 

câmera go pro em moto

Quando a moto não liga nem no tranco, o problema pode estar em sua bateria.

Pode dar tranco em moto injetada?

Não é recomendável dar tranco em motocicletas, principalmente se elas forem injetadas. O tranco força a moto a trabalhar em uma situação atípica e, nessas horas, você pode ter um grande prejuízo para o seu bolso. 

No caso das motos injetadas, o tranco pode queimar a central eletrônica (ECU) e provocar uma sobrecarga elétrica no alternador.

O tranco só compensa se for para ser feito em um caso de emergência. Portanto, só dê trancos em sua moto se você estiver em situações onde há como chamar um guincho ou um mecânico para te orientar.

Como dar tranco em moto automática?

Quando a moto não liga nem no tranco e ela é automática, o primeiro passo é olhar para o combustível do veículo. Embora não seja aconselhável andar apenas com o combustível da reserva, alguns motociclistas se esquecem de abastecer.

Assim, ao tentar ligar o veículo, você pode ouvir um zumbido. Caso não escute esse som, será importante verificar o corta corrente, um botão vermelho que fica no punho direito do motociclista. Veja se esse botão está ligado.

Caso o botão não esteja funcionando, é necessário que o especialista realize testes para entender o que está comprometendo o sistema elétrico da motocicleta.

Outro sistema que costuma não fazer a moto funcionar é o cavalete lateral. Algumas motocicletas têm um sensor que impede o funcionamento e a moto não liga nem no tranco caso ela esteja engatada e com o pezinho abaixado.

Por fim, saiba que algumas motos só dão a partida com o câmbio em ponto morto e a embreagem acionada. Portanto, é sempre bom ficar de olho nesses detalhes.

Como saber se a injeção eletrônica da moto está ruim?

Se você tiver problemas em dar a partida na sua moto em dias quentes, é sinal que a injeção eletrônica está ruim. Também é importante observar se há falhas na marcha lenta e se há excesso no consumo de combustível.

Como você observou nesta leitura, é necessário examinar porque a moto não liga nem no tranco. Caso não haja problemas nos sistemas internos do veículo, a grande probabilidade é a falta de bateria

Por isso, vale a pena ficar de olho na vida útil da bateria e de outros componentes da moto, mantendo uma rotina de revisões preventivas.