O sensor de temperatura do carro é um componente de grande importância para todo o sistema de arrefecimento do motor. É esse componente que controla a temperatura do motor e indica quando há algum problema que exige atenção do motorista.

Mas você sabe como o sensor de temperatura do carro funciona? Neste artigo, vamos te explicar sobre a importância do componente e como ele age em seu veículo!

O que é o sensor de temperatura do carro?

Para entender como ele funciona, é necessário saber o que é o sensor de temperatura.

O sensor de temperatura é um dos principais itens que fazem parte do sistema de arrefecimento. Ele tem como função analisar e indicar qual a temperatura do motor, bem como a temperatura do fluído que circula para resfriá-lo.

Basicamente, sua função é indicar para o motorista quando há qualquer variação de temperatura no motor do veículo. 

Onde ele está localizado?

Para indicar com precisão qual a variação de calor do automóvel, o sensor de temperatura do carro é colocado no bloco do motor.

Mas a localização do componente pode variar de acordo com cada modelo de veículo. Em grande parte dos casos, ele é posicionado em contato com o duto de medição de fluxo do fluído de refrigeração do motor.

Contudo, a peça também pode ser instalada no cabeçote ou mesmo nas galerias de passagem do líquido de arrefecimento.

Seja qual for a localização, a peça acaba apresentando sempre o mesmo funcionamento.

Como funciona o sensor de temperatura do carro?

O sensor de temperatura do carro tem como função indicar no painel do automóvel qual o valor da temperatura do motor.

Sendo assim, para realizar essa indicação com máxima precisão, o componente é constituído por um termistor cerâmico, que recebe o nome de NCT (Negative Temperature Coefficient).

Com isso, a resistência elétrica desse termistor acaba mudando de acordo com a temperatura aferida. Com as variações na sua resistência, há um aumento ou diminuição da sua tensão, que é o que permite identificar a temperatura do motor com precisão.

O que causa a variação de temperatura?

Você deve estar se perguntando o que pode ocasionar essa variação de temperatura do motor do veículo. Em resumo, essa oscilação ocorre sempre que o motor está em funcionamento. 

Isso porque seus componentes internos se movimentam de forma acelerada, o que gera atrito, transmitindo calor entre esses componentes.

Dessa forma, o sensor de temperatura do carro identifica essa variação, informando o motorista, através do painel do automóvel, se essa variação está dentro do padrão ou não. 

Você consegue acompanhar essa variação por um pequeno ícone de termômetro no painel. De forma geral, a temperatura ideal para o funcionamento do motor é entre 80º C a 100º C. Acima disso, há um superaquecimento do motor, o que pode causar sérios danos aos seus componentes.

Como deve ser feita a manutenção do sensor?

homem em pé olhando o capô de um carro para acompanhar o sensor de temperatura

O sensor de temperatura do motor possibilita acompanhar as variações de calor e evitar o superaquecimento das peças

É importante saber quando há uma oscilação de temperatura maior do que a ideal e isso é feito por meio do sensor de temperatura. Por isso, cuidar da manutenção deste componente é essencial, já que é ele o responsável por identificar essas variações.

Em geral, o sensor de temperatura do carro deve ser checado depois de 30 mil quilômetros rodados. Esse valor é o período base indicado pelos fabricantes, mas pode ser diferente para cada tipo de veículo. 

O ideal é ler o que indica o manual do automóvel, assim você pode encontrar instruções direcionadas para o modelo de seu carro. Ou se preferir, consultar uma autorizada. 

Em caso de defeito ou mal funcionamento da peça, leve o seu veículo para uma revisão e, se necessário, faça a troca do componente o quanto antes. 

Qual é o preço desse componente?

O valor do sensor de temperatura no mercado não é alto. Em geral, para veículos nacionais, é possível encontrá-lo por menos de R$ 50,00. No caso dos sensores importantes, o valor sobe para R$ 100,00.

Além disso, a mão de obra para troca da peça acaba sendo bem específica. Isso porque, para que haja a indicação correta da temperatura, o troca deve ser feita por profissionais especializados.

Vale destacar que o ideal é sempre comprar peças originais, indicadas pelo fabricante. O componente é essencial para o funcionamento correto do seu veículo e problemas no sensor podem trazer sérios problemas em peças ainda mais importantes.

Gostou? Agora que você já sabe como funciona o sensor de temperatura do carro, acompanhe nosso blog para conferir outras dicas da Moura. Que tal aprender como economizar combustível com segurança?

E para garantir o bom funcionamento de seu carro, escolha a bateria que é sinônimo de qualidade! Acesse Mourafácil.com

Botão CTA