Você trabalha como motorista? Então você sabe que quanto maior o uso do carro, menor o tempo de vida de sua bateria. Por isso, muitas vezes algumas pessoas querem fazer a recarga da bateria do carro sozinhas, sem um especialista. Se esse for o seu caso, cuidado! Essa tarefa não é tão simples como parece e pode causar problemas graves como um incêndio.

Existem diversos tutoriais na internet ensinando leigos a fazer recarrega da bateria do carro. Porém, há alguns riscos em recarregar a bateria de veículos que poucas pessoas conhecem. Confira alguns:

  1. Quando a bateria está totalmente descarregada (nenhuma luz interna acende e o veículo não liga), significa que a bateria pode estar isolada. E, quando se liga o carregador na bateria diretamente no carro, sem um acumulador, há um pico de tensão que pode queimar o módulo de injeção e outros componentes. Ou seja, há o risco de “cozinhar o seu veículo”.
  2. Fazer chupeta num carro que está com a bateria isolada pode causar um pico de tensão por falta de acumulador e isso pode queimar o módulo e o painel.
  3. Inverter a polaridade (mesmo que por um instante) pode estourar a fonte de módulo e até mesmo romper a trilha do painel, pois o diodo, a fonte e o capacitor não aguentam a carga.
  4. Trocar uma bateria pela bateria de outro carro, fazê-lo funcionar e desligar os cabos enquanto alguém acelera para devolver no lugar a bateria que estava fraca pode queimar o módulo, o painel, o aparelho de som e outros componentes.
  5. Improvisar a ligação da bateria com fios destinados a tomadas residenciais ou auto falantes automotivos podem sobreaquecer e iniciar um incêndio.

Então, tenha cuidado! Procure um de nossos revendedores e troque a sua bateria com segurança.