A regulagem de farol é uma das manutenções mais importantes do automóvel. Por isso, é essencial que você verifique se o farol está iluminando bem a via, ou seja, de maneira adequada e se ele não ofusca a visão dos demais condutores.

Por se tratar de um problema que prejudica a segurança do seu carro e daqueles ao redor, dirigir com faróis desregulados é uma infração grave de trânsito, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), artigo 223. As consequências são muitas: desde pontos na carteira e uma multa de R$195,23, até retenção do veículo para regularização.

Com isso, você já percebeu que a regulagem de farol é essencial, certo? Para saber como e porque realizar a regulagem de farol corretamente, continue com a leitura!

O que é e qual a importância da regulagem de farol?

A regulagem de farol é um procedimento que evita surpresas desagradáveis, como multas. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), de janeiro a agosto de 2018, foram aplicadas 2.295 multas por motivo de farol desregulado. 

Além disso, a regulagem incorreta dos faróis não ilumina adequadamente a rodovia e ainda causa ofuscamento e perda de visão momentânea ao condutor que transita do lado oposto da pista.

imagem de mãos tocando o farol dianteiro do carro para ensinar sobre a regulagem de farol

Fazer a regulagem de farol não é uma tarefa difícil, no entanto, é necessário se atentar a alguns detalhes importantes.

Como regular farol?

Você já entendeu o porque é tão importante realizar a regulagem de farol corretamente, por isso, saiba agora quais são os principais passos a considerar na hora de fazer a regulagem:   

Pare o automóvel em um local plano

Se você deseja saber como regular farol, primeiramente procure estacionar o automóvel em um lugar plano, o mais indicado é que faça isso a noite para uma melhor visualização. Não se esqueça de estar com os pneus calibrados. 

Depois, marque a parede com as medidas dos centros dos faróis esquerdo e direito. Para um resultado efetivo, é necessário que os faróis tenham uma distância exata até o solo.

Veja a distância entre o carro e a parede

Fique atento em relação a distância entre o carro e a parede. Ela deve ser no mínimo de três metros. No entanto, o ideal é que seja de cinco metros, evitando possíveis incidentes. 

Faça outra marca

Outra marca deve ser feita com as medidas dos centros dos faróis esquerdo e direito, descendo um centímetro da marca original para cada metro recuado. Ou seja, quanto mais longe, mais baixo, pensando na iluminação da estrada, por exemplo.

Use folhas de papel sulfite para te auxiliar

Para realizar o teste da regulagem de farol, será necessário utilizar duas folhas de papel sulfite. Faça uma linha horizontal do centro para a esquerda e incline em 15 graus para cima do centro para a direita.

Cole o papel no vértice da linha desenhada

Ainda utilizando as folhas sulfites, cole o papel no vértice da linha desenhada para que ele fique sobre a segunda marca deslocada para baixo. Estas são as referências adequadas para você regular o farol.

Acenda o farol baixo

Acenda o facho do farol baixo e localize os parafusos da regulagem de farol. Em cada farol, há dois parafusos. Um serve para a regulagem vertical e outro para a regulagem horizontal. Gire-os até que as linhas de projeção coincidam com as marcas.

imagem mostrando um farol traseiro para ensinar como é feita a regulagem de farol

A regulagem de farol deve ser feita para proporcionar segurança a você e aos demais motoristas. Por isso, saiba as principais características do procedimento.

Quando fazer o alinhamento de farol?

O alinhamento de farol deve ser feito a cada 10 mil ou 20 mil quilômetros. No entanto, se você observar que o farol está desregulado, o indicado é levar o automóvel a um mecânico da sua confiança. Além disso, alinhar faróis pode salvar vidas de outros motoristas.

Você também deve alinhar os faróis quando:

  • Substituir a lâmpada do farol ou o farol;
  • Fazer reparos no farol;
  • Trocar ou arquear as molas da suspensão;
  • Modificar a altura do automóvel.

Qual é a importância de uma boa bateria para os faróis e outros itens eletrônicos?

Você já sabe que a bateria automotiva armazena a energia sob forma química, não é verdade? Essa energia é transformada em energia elétrica quando o carro precisa. As baterias dão a partida no veículo e proporcionam a iluminação externa e interna para manter os sistemas eletrônicos ativos quando o automóvel estiver desligado.

Por isso, contar com uma boa bateria automotiva é ter a certeza que todos os seus componentes elétricos e eletrônicos funcionam. Ar condicionado, porta malas, desembaçadores de vidros, sistema com sensores de estacionamento, GPS, teto solar, etc só serão utilizados adequadamente se você tiver uma boa bateria automotiva.

Além disso, conforme a tecnologia da bateria, ela é indicada para automóveis com sistema start stop e de alta performance. Ou seja, veículos com maior eletroeletrônica embarcada, o que garante excelente desempenho a esses veículos.

A bateria de chumbo ácido tem várias aplicações no carro, como o sistema de ignição, que é a sua principal função. Ela também é a responsável pelo tracionamento de alguns motores elétricos, pois mantém vários equipamentos em funcionamento no caso de queda de energia.

Viu como é feita a regulagem de farol e porque ela é essencial? Agora que você já sabe a importância do procedimento, ficará atento aos sinais do automóvel e também a revisão veicular, não é mesmo? E não se esqueça, para garantir o bom funcionamento dos faróis, opte por uma bateria qualidade, como as que a Moura oferece!

E, se já sabe que precisa de uma bateria nova, escolha o caminho mais fácil para agendar uma peça novinha que está perto de você, clicando no botão abaixo:botão CTA que leva até o mourafacil.comGostou do conteúdo? Aproveite para visitar o nosso blog e confira mais conteúdos como este!