Raquel Nascimento Freire encontrou em um pilar da Cultura Empresarial Moura (CEM) uma característica que se encaixava perfeitamente em sua jornada pessoal: a persistência. Narra com orgulho sua história de moradora de um bairro periférico de Natal (RN) e filha adotiva, sendo a mais nova de três irmãos, todos criados por uma mãe solteira e batalhadora. Com apenas 16 anos participou de uma seleção para estágio na distribuidora de baterias Moura do Rio Grande do Norte, a Codiba.

Aprovada, desempenhou funções no depósito e no setor administrativo por um ano e meio até ver sua carga horária alterada, o que impossibilitou a sua permanência na empresa. Não desistiu. Após seis meses procurou a liderança da época e manifestou o desejo de concorrer a uma vaga como profissional efetiva, sendo contratada em janeiro de 2014. Hoje, mãe de Pedro, vem sendo preparada para assumir um cargo que até então não fazia parte do organograma da sua Unidade, o de Analista de Negócios.

“No bairro onde cresci, muitas jovens largam os estudos ou tornam-se mães antes dos 18 anos, mas aprendi a buscar um diferencial, a dar o meu melhor, apesar das adversidades da vida. E na Moura vi isso claramente: que devemos acreditar que somos capazes de alcançar novos patamares em nossas vidas”, ensina Raquel.

Na mesma época em que foi contratada como Faturista, seu primeiro cargo efetivo na Moura, Raquel iniciou a graduação em Gestão Financeira. Em 2016 foi promovida a Assistente de Cobrança, e em dezembro de 2018 tornou-se mãe e, ao retornar em maio de 2019, foi indicada para encarar um novo desafio.

“Aprendi a enxergar o mundo de forma mais realista a partir dos exemplos que a Moura me apresentou, uma empresa que acredita nas pessoas e na força de desenvolvê-las. Recebemos lições que não encontramos em nenhum outro lugar do mercado, pois a Moura é mais humana que empresa e isso nos ajuda a buscar sempre evoluir, a contribuir com o crescimento pessoal e profissional do nosso time, e a empregar toda essa energia para sermos os melhores”, define.

Em sua atual jornada para assumir o cargo de Analista de Negócios, Raquel tem a oportunidade de visualizar o conjunto de atividades que compõem o dia-a-dia da organização e como integrá-las nas estratégias que traçará: os riscos financeiros, as estratégias comerciais, os desafios logísticos, as ações de marketing, a comunicação do produto aos consumidores e a busca incessante por qualidade.

A Codiba atende cerca de 800 revendas no Rio Grande do Norte. “Dos centros urbanos às cidades do interior atendemos sem distinção, nem que seja necessário percorrer 400 quilômetros para entregar, com excelência, as baterias Moura para um único cliente. Por isso que onde tem Brasil, tem Moura, por conta dessa vontade de fazer bem-feito, de não medir esforços para surpreender os nossos consumidores”, resume.