A Moura realizou na última semana o seu primeiro Registro Antecipado da Declaração de Importação por meio Aquaviário. O termo se refere a liberação pela Receita Federal de cargas importadas pela empresa ainda em águas, antes de chegar no porto. O benefício é fruto de uma certificação recebida através do programa OEA – Operador Econômico Autorizado, que nos atesta como um importador confiável.

Com esse novo modelo de recebimento de cargas, conseguimos otimizar o processo de recebimento de produtos importados, matérias-primas, equipamentos, insumos, reduzindo o tempo total de estadia no porto para até 0 dias. Ao chegar no porto, as cargas em container ficam separadas em pátio específico no terminal e podem seguir direto para Belo Jardim. A primeira carga de matéria-prima que chegou na última sexta-feira em Suape já está em Belo Jardim desde o último sábado, é um marco na nossa eficiência logística e na redução de custos nas importações.

Além do despacho sobre águas ser mais ágil, a Moura com a certificação ganhou outros benefícios, entre eles, a prioridade de análise nas importações que necessitam de inspeção, menor quantidade de cargas sem necessidade de averiguação física pela Receita Federal (canal vermelho).