Apesar de não ser assim tão conhecida por motoristas menos experientes, a junta homocinética é um componente simples, mas muito importante para o seu veículo.

Isto é, a peça é uma das responsáveis por realizar a transmissão da força do motor até as rodas de tração. Sem elas, as rodas perdem o movimento e o seu veículo não sai do lugar. 

Mas não é apenas por isso que a junta homocinética é importante para o seu veículo. 

Neste artigo trouxemos mais sobre o que é essa peça, seus componentes e como identificar e evitar problemas. Vamos conferir?

O que é a junta homocinética?

Embora seja conhecida por muitos como mocinete, o termo correto para se referir a essa peça é junta homocinética. A peça, aliás, é uma das mais importantes para a movimentação do seu veículo.

Em resumo, ela é a peça que liga o semi eixo da transmissão ao cubo da roda. Com isso, a junta homocinética auxilia diretamente na transmissão de força do motor para as rodas de tração, permitindo que elas girem da forma correta.

Quais são os componentes da junta homocinética?

Todo esse trabalho que citamos é feito por meio dos componentes que fazem parte das juntas homocinéticas. Um desses componentes é o rolamento, parte constituída por esferas que possibilita que o torque da transmissão chegue até as rodas do veículo.

Mas esse não é o único componente da junta homocinética que permite o seu funcionamento correto. Entenda sobre outros componentes da peça:

Coifa homocinética

Outro componente que faz parte junta homocinética é a coifa homocinética. A coifa é responsável por impedir que detritos, como areia, contaminem elementos deslizantes de toda a peça.

Dessa forma, por ser feita de borracha, a coifa homocinética envolve todos os demais componentes, unindo-os de modo a garantir uma maior usabilidade.

Eixo

Está é mais uma parte importante para a junta homocinética e, mesmo não sendo de fato um componente da junta, faz todo um trabalho em conjunto com ela.

Isto é, as juntas são usadas nas extremidades do eixos, ajudando em diferentes funções do movimento do veículo. Isso faz com que seja importante manter todo um cuidado também com o eixo, especialmente por meio da avaliação de suas condições. 

Afinal, por que a junta homocinética é tão importante?

Homem em pé segurando um pneu na frente de um carro fazendo manutenção na junta homocinética

Para que a tração dos pneus de um automóvel funcione corretamente, é fundamental que a junta homocinética esteja sempre em bom estado.

Agora que você já sabe o que é junta homocinética e quais seus principais componentes, é preciso entender qual a importância dessa peça.

Como mencionamos, a junta é uma peça que auxilia a realizar a movimentação das rodas do veículo. É ela quem conecta o cubo da roda ao semi eixo da transmissão e ele ao eixo do câmbio.

Sendo assim, são as juntas homocinéticas que auxiliam na transmissão da energia do motor às rodas. Isso faz dela indispensável para a movimentação do veículo.

Ou seja, caso ocorra alguma falha ou defeito, como quebra na junta, a energia produzida pelo motor não será transmitida às rodas.

Tipos de junta homocinética

Entendeu porque é tão importante tomar os devidos cuidados com as juntas homocinéticas? Especialmente nos veículos de tração, a peça é essencial, sendo encontrada em dois tipos:  a fixa e a deslizante.

Primeiramente, as juntas fixas são responsáveis por fazer a ligação entre o eixo da roda e o eixo homocinético. Dessa forma, e essa junta que possibilita a transmissão do torque.

Por outro lado, a junta deslizante é aquela que fica posicionada entre o eixo homocinético e o câmbio. Ela tem a função de auxiliar todo no movimento da suspensão.

Além desses dois tipos, existem ainda as juntas deslizantes tipo VL e deslizante tipo Tripoide. O primeiro é geralmente usado em carros com tração traseira, enquanto o segundo em veículos mais pesados.

Como identificar problemas na junta homocinética?

Agora que você sabe a importância da junta e quais os dois tipos da peça, outro ponto importante é entender como identificar problemas nessa peça.

Em resumo, a principal forma de saber se a peça está em boas condições é através de uma boa revisão, feita com um profissional qualificado. Mas você também pode identificar defeitos, caso ouça sons de batidas ou “cliques”, em geral causados pela aceleração.

A falta de lubrificação ou troca da graxa da peça por um longo período também serve para identificar defeitos.

Dicas para o bom funcionamento da peça

Em geral, os principais defeitos na junta homocinética são evitáveis com uma boa manutenção preventiva. Outro fator que causa falhas na peça são as condições das via e o desgaste natural.

Sendo assim, além de realizar uma boa manutenção de prevenção, procure sempre evitar causar impactos no veículo: arrancadas bruscas, especialmente com pneus desalinhados ou com excesso de peso, colaboram para o surgimento de defeitos no automóvel.

Vale lembrar que sempre que deixar o veículo parado por certo tempo, o ideal é realizar uma boa revisão, inclusive nas juntas homocinéticas. Aliás, você sabe quanto tempo um veículo pode ficar parado? No nosso blog você confere essa e outras dicas para cuidar melhor do seu automóvel!

E só no mourafacil.com você pede sua bateria online e recebe a peça em qualquer lugar, em até 50 minutos. Acesse e conte com a facilidade do delivery Moura e com instalação gratuita!

Peça sua bateria online