Mais do que um novo empreendimento no Bairro do Recife, área que historicamente liderou o desenvolvimento econômico da capital pernambucana, o Moinho Recife Business & Life será um local para promoção de novos negócios, novas interações e novas experiências. Como um dos sócios da Revitalis, empresa que comanda o projeto, o Grupo Moura tem o orgulho de ajudar a ressignificar o conjunto de imóveis que, no passado, foi símbolo da indústria recifense.

“Respeitamos o tempo. Queremos ser parte, nunca interferência. Existimos do propósito da renovação, do renascimento. Não do novo pelo novo. A gente escolheu ser ponte. Não apenas para encurtar distâncias. Mas para garantir o acesso a mais pessoas. Para dar mais vida a própria ilha. Conectando pessoas, não apenas a lugares e à sua história, mas também ao desejo de ser protagonista do futuro desta cidade”, define o Manifesto do Moinho Business & Life, assinado pela Revitalis e que, além de Grupo Moura, conta com membros da família Tavares de Melo, Petribú e Paes Mendonça.

A 1ª Fase do empreendimento – composta por três empresariais, um mall com lojas, serviços, restaurantes, café, salas de reunião e auditório, estacionamento e um rooftop – já tem obras com início previsto para janeiro do próximo ano. Ao todo, o complexo multiuso abrigará 52 mil m² distribuídos em seis blocos, ocupando a estrutura física existente do antigo Moinho Recife, contando ainda com hotel e apartamentos residenciais em suas próximas etapas.

“Idealizamos um projeto que olha para o futuro, sabendo que isso só é possível se valorizarmos nossa história. O objetivo do Moinho Recife Business & Life é maior do que entregar ao mercado um novo empreendimento multiuso. Queremos ampliar a movimentação de pessoa na ilha que é o Bairro do Recife. Ofertar espaços inovadores e fomentar novos negócios e experiências na região e na cidade”, resume Fabian Bezerra , Gerente de Operações da Revitalis.

O projeto, de vanguarda urbanística, de engenharia e de arquitetura, tem chamado atenção, inclusive, de comunidades internacionais. Insere Pernambuco em um movimento mundial de Retrofit – conceito arquitetônico que consiste na renovação e atualização das instalações e infraestrutura existentes para receber os novos usos – como visto em cidades como Nova Iorque, com o Meatpacking District; Lisboa, com a LX Factory; e Londres, com Southbank, por exemplo.

Por estar inserido no bairro onde funciona o maior ecossistema tecnológico do Brasil, o Porto Digital, o Moinho Recife Business & Life promete entregar também uma série de novas tecnologias. As palavras de ordem do projeto são dinamismo e flexibilidade de ocupação.

O conjunto arquitetônico do Moinho Recife tem mais de 100 anos de história. Começou a ser construído em 1914 e foi inaugurada em 1919. Com a transferência da moagem de trigo para o Porto de Suape em 2009, as instalações originais localizadas no Porto do Recife foram paulatinamente sendo desativadas, culminando em leilão privado em 2016, no qual a Revitalis foi a vencedora da concorrência.