O sistema de freios dos automóveis é composto por várias peças fixas e móveis. Com tantas partes para serem lembradas, às vezes podemos nos esquecer de elementos fundamentais. Gostaríamos de ajudar você a entender de uma vez por todas um dos principais componentes do seu automóvel: o fluido de freio

Neste post, vamos te explicar o que é esse fluido, como ele funciona e como saber se é possível trocá-lo sozinho ou com a ajuda de um especialista. 

E então, quer conferir tudo com a gente? Acompanhe a leitura!

O que é fluido de freio? 

O fluído de freio é um líquido hidráulico que funciona como um condutor de pressão entre a ação do motorista (ao pisar no freio) e os discos que fazem o trabalho pesado de frenagem do veículo. 

Portanto, ele é o responsável direto pela segurança e estabilidade do sistema. Verificar a condição de seu fluido de freio é fundamental e deve sempre ser levada em consideração na manutenção preventiva de seu veículo.

 

Para que serve o fluido de freio?

O fluido de freio serve para fazer com que o seu sistema de freios funcione de maneira segura e eficiente. É um dos itens mais importantes do sistema de segurança do carro e merece toda nossa atenção e cuidado. 

A pressão do pedal até as rodas deve acontecer sem interferências, oferecendo maior segurança ao condutor na hora de dirigir e ajudando o sistema de freios a ter um desempenho adequado. Ele também ajuda com as sapatas, as pastilhas e atua como lubrificante. 

 

Qual a hora certa para trocá-lo? 

Ele deve ser trocado a cada dois anos ou 20 mil quilômetros rodados. No entanto, você deve verificar o nível e o estado do fluido a cada um ano ou 10 mil quilômetros. 

Já a substituição do líquido deve ser feita a cada dois anos ou 20 mil km. Por isso, fique atento a hora da troca. 

close no compartimento de fluido de freio

Não é apenas o fluido de freio que deve ser verificado. Na hora da manutenção preventiva, verifique também a saúde de sua bateria automotiva.

 

Como verificar o nível do fluido de freio?  

Leve o automóvel a uma oficina mecânica para verificar o nível do fluido de freio. No local, o mecânico deverá:

  • ver se há alguma sujeira no reservatório;
  • analisar se há um arco de partículas pretas e se o fluido está escuro;
  • trocar o fluido se estiver escuro;
  • caso não esteja, fazer a troca do fluido de freio de dois em dois anos. 

Caso falte fluido no automóvel, você poderá ter problemas com a segurança do carro, como dificuldade na hora de frear, por exemplo. Além disso, é importante destacar que não se deve usar água para completar o fluido de freio. 

Na verdade, o acúmulo de água é um vilão para o fluido. Além disso, esse fenômeno deve ser monitorado pelo mecânico na hora da troca, pois a água contamina o fluido e altera o seu ponto de ebulição. 

 

Qual fluído utilizar?

É importante seguir à risca o manual do fabricante do veículo. Ele define o que deve ser aplicado em cada sistema. No entanto, é importante também usar fluido de freio de fabricantes conhecidos no mercado e conhecer as especificações. 

Os fluidos de freio são classificados em DOT 3, DOT 4, DOT 5 e DOT 5.1. A principal diferença está no seu ponto de ebulição (205 ºC, 230 ºC, 260ºC, respectivamente). 

DOT 3

  • para freios e embreagens com sistema hidráulico de uso moderado;
  • usado em veículos leves e de uso comum.

 

DOT 4

  • desenvolvido para automóveis, caminhões, tratores, ônibus e pick-ups;
  • para veículos leves, pesados e importados.

DOT 5 e DOT 5.1

  • atende caminhões, ônibus, pick-ups, tratores e automóveis;
  • serve para veículos leves, pesados e importados e com destaque para os de alta performance e situações em que haja altas temperaturas. 

Apesar das características semelhantes, há uma grande diferença entre o DOT5 e o DOT 5.1

A fórmula do fluido de freio de tipo  DOT 5 é recomendada para automóveis com o sistema de freios ABS. Esses veículos exigem maior eficiência e performance na frenagem. Além disso, esse tipo de fluido é a base de silicone. 

Já o DOT5.1 tem uma fórmula baseada em glicóis. No entanto, é um fluido mais em conta, mas não pode ser misturado com outro tipo de fluido.

Trocar sozinho ou com a ajuda de um especialista? 

homem debruçado sobre o capot de um carro aberto olhando para a camera

O fluido de freio é um dos itens mais importantes para a saúde do seu veículo.

 

Somente um especialista em mecânica ou em sistema de frenagem pode trocar o fluido de freio. É importante contar com a ajuda deste profissional, pois ele saberá qual fluido utilizar, a quantidade certa e poderá te orientar sobre os cuidados com o carro.

 Não se esqueça que apenas um bom profissional é indicado para fazer a manutenção preventiva do seu veículo. Além disso, com a manutenção você poderá andar por aí com total segurança, seja nas ruas da sua cidade ou nas rodovias estaduais e federais.  

Como você viu neste post, o fluido de freio é um item indispensável para a sua segurança e a do seu automóvel. E exatamente por ser tão fundamental, é preciso sempre privilegiar serviços de profissionais qualificados de oficinas, auto centers ou lojas de automóveis! 

Porém, não é apenas o fluido de freio que deve ser verificado! Na hora da manutenção preventiva, dê uma olhadinha na bateria automotiva. Essa também é uma peça importante para o seu carro. Verifique as melhores condições no site mourafacil.com. Lá você encontrará as melhores baterias do mercado!