O automóvel é uma máquina cheia de tecnologia e, para que ele funcione corretamente, é necessário que todos os seus componentes trabalhem em sintonia. Uma das engrenagens  responsáveis pelo funcionamento ideal do veículo é o chicote elétrico. Mas o que é este chicote elétrico e como ocorre seu funcionamento? Isso é o que você vai descobrir a partir de agora, continue com a gente:

O que é chicote elétrico? 

O chicote de carro é um condutor energético. O elemento fica escondido dentro do automóvel e interliga os diferentes sistemas automotivos, sendo o responsável pela transmissão de dados entre os módulos eletrônicos.   

Para que serve o chicote de carro? 

O chicote de carro conecta os dispositivos do carro. Ele trabalha com os sistemas de transmissão e todos os equipamentos eletrônicos, gerenciando a distribuição de energia.

Como funciona o chicote do carro?

Um chicote tem uma grande variedade de cabos e cada um deles é responsável por gerenciar e distribuir uma parte da energia do automóvel. Um carro popular tem 400 cabos e um premium 800.

A diferença é por causa da quantidade de equipamentos instalados no automóvel. Quanto mais moderno o carro, mais condutores serão necessários para que todos os sistemas funcionem com perfeição. Em geral, um automóvel tem 700 metros de cabo.

O chicote também é separado por cores que são determinadas de acordo com as montadoras, que servem para identificar a função daquele chicote. Se você é ligado a tecnologia, saiba que nos carros elétricos o chicote tem a cor laranja para identificar os cabos de alta voltagem.  

Veja os problemas do chicote do motor

Neste tópico do artigo, você vai conferir os problemas do chicote do motor do automóvel.

Imagem de ferramentas que podem consertar o chicote elétrico do veículo

O chicote elétrico é um elemento fundamental para o funcionamento elétrico dos carros.

Falta de conexão entre a caixa elétrica do carro e o cabo

Um dos problemas do chicote elétrico do carro são os cabos desconectados. Se isso ocorrer, você deverá buscar um especialista para reconectá-los. No entanto, preste atenção onde há a interrupção. Para resolver o problema, o carro deverá ser elevado com o auxílio de um equipamento e as peças deverão ser removidas. 

Problemas no cabo transmissor

Os defeitos no cabo transmissor podem estar ligados a outros elementos do carro. Se isso acontecer, terá que substituir o cabo transmissor. Procure um mecânico para trocar as peças.

Rompimento dos cabos 

Os cabos são feitos de cobre e têm uma película de plástico que, caso rompida, pode quebrar os cabos. O problema é facilmente resolvido por um mecânico que, após identificar o fio com problema, realiza sua troca. Além disso, é interessante que já seja realizada uma manutenção preventiva nos outros cabos, que ainda não apresentaram defeitos.

Problemas eletromagnéticos

Os problemas eletromagnéticos também são possíveis defeitos do chicote elétrico do carro. Alguns deles são causados por interferência por fios mal conectados ou cabos desencapados. Como consequência, os sistemas que dependem desses fios e cabos apresentam problemas. Neste caso, as peças deverão ser trocadas ou você terá que remover o chicote e verificar se o mesmo está impedindo o trabalho da peça.

Excesso de contato entre os fios

Assim como no caso dos problemas eletromagnéticos causados, o excesso de contato entre os fios pode causar mau desempenho de dispositivo eletrônicos, sendo necessário substituir os cabos danificados.

Qual é a relação do chicote com a bateria automotiva?

Imagem de um carro em bom estado e sem problemas com o chicote elétrico

A bateria automotiva está intimamente conectada a todos os componentes elétricos de um carro, e não é diferente com o chicote elétrico.

 

A bateria automotiva é como o coração do sistema elétrico do carro: ela oferece a corrente elétrica para que o carro dê a partida e energize a outros componentes, como os sistemas de combustível e de ignição que criam a combustão para o motor funcionar. 

Cada componente elétrico do automóvel, como o chicote elétrico, é conectado à bateria por meio de fios ligados aos fusíveis e, assim, transportam a corrente elétrica. Dependendo do seu papel dentro do sistema elétrico, os fios variam bastante em espessura. 

Portanto, contar com uma boa bateria automotiva é essencial para garantir o funcionamento do sistema elétrico do automóvel. Além disso, se um dos componentes desse sistema precisar de uma substituição ou de reparo, isso deverá ser feito sem hesitação, pois um sistema elétrico danificado pode causar sérios danos ao seu veículo. 

 

Agora que você descobriu como funciona o chicote elétrico do carro, entendeu também a importância de uma boa bateria automotiva para esse elemento, não é mesmo? Portanto, da próxima vez que precisar substituir a sua bateria automotiva, escolha a que tem a tecnologia necessária para manter o bom funcionamento de todo o sistema elétrico do seu automóvel pelo máximo de tempo. 

A Moura, líder de vendas de baterias no mercado, conta com um serviço de entrega e instalação gratuitas das peças. Clique no botão abaixo e receba a sua em até 50 minutos:

botão CTA que leva até o mourafacil.com